10/02/2013

Dentro Para Fora "Uma Solidão Anti-Social"


“E quando a solidão me abraça”, essa é mais uma das frases melancólicas de músicas  que escutamos quando nos sentimos só. É bem isso NOS SENTIMOS SÓS, pois ás vezes nem estamos sozinhas, pode ter até 174956 pessoas atrás ou junto de nós, mas, a solidão não é  apenas de pessoas, e sim de sentimentos, de um mau humor que sentimos com nossa própria pessoa.
Solidão é um assunto muito tenso de se conversar, ninguém entende porque sente, não damos conta que quando nos sentimos solitárias fazemos de tudo para piorar, é verdade, primeiramente queremos ouvir as músicas mais tristes que faz lembrar-nos de alguma pessoa ou um momento que sabemos que não se repetirá, pois nem gêmeos são iguais, detalhe: e quando a tal música acaba, voltamos quantas vezes for necessário pra chorarmos e também tirarmos milhões de conclusões (que provavelmente estão erradas) a respeito da situação que estamos vivendo, segundo, muitas vezes chamam-nos para sair e para darmos uma descontraída e nós não queremos aceitar.
Falando sério: quando nos sentimos solitárias sempre fazemos de tudo para a situação ficar pior... Agora me pergunto e pergunto a você: “Por que hein”? Por que agimos dessa forma? (Poxa, somos petittas) na verdade somos muito mais do que acreditamos ser. Deve ser a natureza da mulher se fazer de coitada nessas horas? Ah eu acho que não, não mesmo. Sente–se só? Tenta melhorar, mas melhore sozinha, deixe essa ferida cicatrizar por dentro, pois é daí que vem a solidão, de dentro. Sem tomar decisões antecipadas, o tempo não cura tudo, eu sei! Mas melhora a medida do possível, um momento anti-social, que nos priva de se relacionar, por precisamos de um tempo para nós se relacionarmos com nós mesmas, e nos entender. Afinal, se você não se valorizar ninguém fará isso por você!

 Recado de Hoje: “admita seus sentimentos”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário