27/01/2014

Amor de verão


Amor de verão, dura ou não? Eis a questão. O verão chega, e a curtição começa, tanto na parte de diversão, torna pegação, paixões rápidas começam a surgir, ilusões longas a fluir. Alguns acham que se for interessante sim, mas outros acham que não, tudo pode começar em uma praia, ou em um lugar de lazer, ambos de lugares diferentes, depois que se passam as férias voltam de onde vieram, e fim, tudo se acaba por ali, só se restam as lembranças, que para uns diversão e para outros decepções. Então para que criar expectativas? Oque começa em um lugar, pode terminar ali mesmo, sem continuação, ou quem sabe ir adiante, aí só depende do que significou um para o outro, com resposta no amor, mas, é preciso saber levar tudo na brincadeira, sei que para alguns isso pode ser difícil, leve como coisa de momento, procure seguir como estava antes de acontecer.
Paixões quentes, a base é o sol, que só está de passagem, fazendo com que os dias mais calorosos formem histórias para se contar, amor que só vive de presente, sem futuro, ou talvez sim, quem sabe, destino imprevisível.

Amor de verão


Um amor de verão 
Começa nesta estação
Não termina no outono
Mesmo com o abandono

Vive na saudade no inverno
Quando a distância aumenta
É algo um tanto incerto
Daqueles que não se inventa

Na primavera há a esperança
De voltar a ser como era
É difícil de aceitar e ver
Mas aos poucos se supera

Um amor de verão
Sempre será de verão
Um outro tipo de amor
Que cabe aqui no coração.

                     "Allan Caetano Zanetti"

Nenhum comentário:

Postar um comentário