23/08/2013

Um Doce Protesto

Fotos da Linha do tempo | via Facebook
Onde vivemos, nascemos e onde estamos crescendo? Ah falando sério, tenho colegas que sabem o que é errado e sabem o mal que certas atitudes nos trás mas continuam com isso, mesmo assim. Me afastar? Nunca mesmo! Vou tentando os alertar de algumas coisas e sei que nenhum deles vai precisar "cair em si" pra começarem a fazer o certo e sei também que eles poderão quebrar a cara muitas e muitas vezes mas eu estarei ali sempre para os incentivar e os animar sem os deixar abater por nada mesmo.
Cai entre nós, essa sociedade eu vejo como estranha, esquisita e ela também me vê como uma loca, sei lá, pois concordar com ela e ser "normal" é tão mais fácil. Quer saber..? Nem ligo! Qual é, prefiro muito dizer que não sou desse mundo do que aceitar muitas piras erradas dessas nossas autoridades, como por exemplo: pensar em aprovação do aborto, roubo das pessoas super inocentes, poxa parando pra pensar a inocência e a honestidade são os alvos mais fáceis para acabarem conosco, só necessitamos de um tiquinho de determinação. E agora trazendo as piras erradas pro nosso dia a dia temos vários exemplos também: tipo se achar o máximo por fumar um baseado, se achar o maioral por pegar muitas pessoas numa noite só, poxa, vivemos num mundo em que na escola se comenta muito mais de um programa de televisão que ganha dinheiro destruindo famílias do que das notícias da semana, vivemos num lugar em que se casar só não é a coisa mais simples do mundo porque custa caro, pois o divorcio e o desquite entre os casais vem sem ninguém pensar no psicológico e no sofrimento de seus próprios filhos.. Tá, até entendo, estão todos procurando loucamente a felicidade, só que mal sabem eles que ser feliz é muito diferente de estar feliz e as maneiras de encontrar a felicidade são inúmeras. O mundo não é e jamais foi cruel, cruéis mesmo são as pessoas que não estão satisfeitas fazendo mal somente para si, elas têm que ver as outras também, ali, no fundo do poço, junto delas, ah e cruéis também são as pessoas que vêm tais situações e não estendem uma se quer mão pra levantar as outras.
Não pensem que sou a correta, a Madre Teresa II, não mesmo, nunquinha, eu mato aula, minto, sou muito sarcástica, falo palavrões e me invoco fácil demais (sem contar das semanas de tpm).. Mas sou uma jovem e os jovens têm dentro de si o desejo de mudar, nenhum ser humano quer ser errado, mas quem mesmo "dá a cara a tapa" são os jovens e os jovens que mudam são os loucos (os loucos são os melhores), e como já foi discutido aqui no blog: a idade é uma coisa de espírito, seja você um jovem louco, não só tenha a vontade de mudar, como mude as coisas também, e que tal começar por você? Bj!

Recado de Hoje: "O que importa é fazer o bem".

Nenhum comentário:

Postar um comentário